TAG dos Calhamaços

11:30

Hoje resolvi vir responder a uma TAG. Algo que eu decidi que quero ter menos neste novo blog são tags pois geralmente elas tornam-se muito repetitivas. Assim, decidi que vou ter uma a duas por mês apenas. 
Para começar resolvi colocar uma lista de 3 tags no Snapchat e Instagram e perguntar-vos qual queriam que eu respondesse. Ganhou a TAG dos calhamaços e portanto aqui está ela! 


Esta TAG foi criada pela Denise Mercedes do Cem anos de literatura que é uma fã acérrima de tijolos :)
Aqui ficam as várias categorias e as minhas respostas:

1. Maior livro da sua estante que já leu.
Não vou escolher o primeiro porque quero usá-lo noutra categoria por isso escolho o segundo: Harry Potter e a Ordem da Fénix (766pág.).

2. Maior livro da sua estante que não leu
O maior livro da minha estante que eu ainda não li é o Guerra e Paz de Tolstoi mas este está dividido em dois volumes (651 + 643 pág.). Sem ser esse, tenho o Middlemarch de George Eliot com 923 páginas.


3. Calhamaço que tem medo de ler
Existem vários! Apesar de gostar de calhamaços estes podem ser intimidantes. Um deles é A Montanha Mágica de Thomas Mann (832pág.) que, embora ache que vou adorar, também acredito que não vai ser uma leitura fácil.

4. Calhamaço que tem fissura para ler
Um calhamaço que estou ansiosa para ler é Lonesome Dove (864 pág.) de Larry McMurtry apesar de este pertencer a um género - western - do qual nunca li nada. Só tenho ouvido críticas muito positivas e o meu pai foi o primeiro a recomendar-me a série de TV baseada neste livro.

5. Livro grande, capa linda
Uma das capas preferidas da minha estante é a do Anna Karenina de Tolstoi (846 pág.).

6. Livro grande, capa feia
Eu escolhi o Moby Dick de Herman Melville (616 pág.) porque não acho a minha edição particularmente bonita e existem edições lindíssimas em inglês. Apesar de as cobiçar muito, achei que seria melhor ler este clássico em português.


7. Calhamaço que tem vergonha por estar abandonado na estante
Os Três Mosqueteiros de Alexandre Dumas (673 pág.) porque adoro as personagens e tenho a certeza que vou adorar o livro. Em 2016 não me escapa.

8. Calhamaço que leu e não lembra quase nada / ou que quer reler
Vou escolher um livro que li quando era jovem e do qual não me lembro quase nada: Eldest de Christopher Paolini (788pág.). Este é o segundo volume do Ciclo da Herança e o último que li da saga. Apesar de não a ter completado não sinto muita vontade de regressar a estes livros.

9. Último calhamaço que leu
Não foi uma leitura mas sim uma releitura. Foi o livro Os Reinos do Caos, o décimo volume das Crónicas de Gelo e Fogo (604pág.). Esta foi uma releitura para a Maratona de Gelo e Fogo.

10. Último calhamaço que abandonou
O último calhamaço que abandonei a sério e que não pretendo voltar a tentar foi o livro Deuses Americanos de Neil Gaiman (592 pág.). Não estava a gostar nada da história e foi a minha última tentativa com Neil Gaiman. Ele não é para mim.


11. Livro grande que leu muito rápido
O Império Final de Brandon Sanderson (647 pág.). Os calhamaços de fantasia geralmente são leituras mais rápidas e este não foi excepção. Gostei muito!

12. Livro grande que leu devagar
A mulher de branco de Wilkie Collins (702 pág.). Li este livro há 2 anos atrás e foi a minha primeira experiência com o autor. Li-o devagar mas não foi por não estar a gostar mas sim porque sabia bem lê-lo com calma.

13. Calhamaço que deixou uma saudade imensa
North and South de Elizabeth Gaskell (544 pág.). Este tornou-se um dos meus livros preferidos de sempre e muitas vezes tenho vontade de o reler.

14. Calhamaço que te fez chorar
Quem me conhece sabe que eu sou uma choramingas...facilmente choro com filmes e livros. A última vez que eu chorei com um calhamaço foi recentemente com a leitura de As Vinhas da Ira de John Steinbeck (547 pág.). O livro também está recheado de desgraças.


15. Próximos calhamaços a ler
Tenho imensos calhamaços na minha estante que gostava de ler! Vou escolher 5: 
- Grandes esperanças de Charles Dickens (554 pág.)
- Birdsong de Sebastian Faulks (503 pág.)
- Herói das eras de Brandon Sanderson (724 pág.)
- O inquilino de Wildfell Hall de Anne Bronte (524 pág.)



E vocês? Qual o calhamaço que não vos vai escapar em 2016?

Sugestões

2 comentários

  1. Não sou muito fã de calhamaços, mas foi fácil responder essa tag (aliás, vou checar minhas resposta para ver se li algum livro que coloquei nesse último item...rs).
    E ainda não tive coragem para ler esse do Gaiman. Tenho sérios problemas com fantasia. Embora ache o tema de Deuses Americanos interessante, imagino que a leitura será arrastada.
    bjo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu sou fã mas geralmente intimidam-me antes de os começar a ler :)
      Eu gosto bastante de fantasia mas já li 3 do Gaiman e não consigo perceber porque o encanto. Estava convencida que ia gostar do Deuses Americanos pelo tema mas afinal a escrita e o ritmo desmotivaram-me completamente.
      Bjs e obrigada pelo comentário

      Eliminar